Se a sua moradia já precisa de uma boa pintura exterior, então está na altura de recorrer a empresas de pintura para tratarem do assunto. Eu compreendo que a sua grande vontade é meter-se a realizar esta tarefa por sua conta e risco, mas aconselho-o(a) a que não o faça, pois certamente as coisas não correrão bem. Contrate a melhor empresa de pintura da sua zona e certifique-se que tem um serviço feito com qualidade, competência, rapidez, sem erros nem consequências danosas!

Porém, se é a primeira vez que se depara com a necessidade de contactar empresas de pintura, saiba que não é um processo difícil, apenas deve seguir estes 3 passos:

 

  1. Procure pelos portfólios das empresas e por feedbacks de antigos clientes

Se procurar pelas empresas de pintura na internet, tente encontrar trabalhos já feitos pelas mesmas e comentários positivos de antigos clientes. Se as empresas tiverem um website ou estiverem em alguma plataforma de procura e oferta de serviços locais, será mais fácil obter os portfólios. Não se esqueça que o feedback dos clientes também pesa, e muito! Por vezes, é mesmo um factor determinante para uma contratação.

  1. Peça vários orçamentos e compare-os

Peça orçamentos às empresas que gostou primeiramente, pois só essas farão parte do seu leque de opções. Assim que os tiver, compare-os bem, vendo o tempo que cada uma levará a fazer o serviço, o preço da mão-de-obra e o preço dos materiais. Pense também que um valor muito baixo não significa necessariamente um mau serviço, no entanto, existem também aquelas empresas que cobram mais um pouco, mas que realmente fazem um trabalho extraordinário. Coloque isso tudo na balança e escolha somente a que o(a) deixa mais seguro(a).

  1. Fale com os profissionais pessoalmente antes de lhes dar o “ok” final

Antes de os contratar, fale com os profissionais para saber o que lhe recomendam. É verdade que quem manda é você, mas, se estes perceberem realmente do assunto, vão dar-lhe conselhos valiosíssimos e que farão toda a diferença no final. No fundo, este trabalho não é fácil e exige que se sigam determinadas “regras”, nomeadamente ao nível das cores. Assim sendo, se quiser um trabalho bem feito, o ideal é contratar apenas os profissionais que, para além de dominarem o assunto, também tenham abertura suficiente para aceitar as suas opiniões, mesmo que sejam contraditórias.

Como vê, não é assim tão difícil escolher uma empresa de pinturas para o exterior. No entanto, se ainda tiver dúvidas, envie-me um email, para que possa ajudá-lo(a) melhor em tudo o que precisar!

Tem imensos móveis antigos e não sabe o que fazer com eles? Que tal pintá-los e voltar a colocá-los na sua sala, quarto ou escritório, como se fossem novos? Eu já o fiz e o resultado foi fantástico! Se quiser fazer o mesmo, mas é um novato(a) nestas andanças, preste bem atenção às dicas que lhe vou apresentar e vai ver que o resultado o(a) vai surpreender!

Arranje apenas o material que precisa

Compre unicamente os pincéis e as tintas que vai precisar, independentemente do número de cores. Pode comprar 6 baldes de tinta, cada um com a sua cor, desde que utilize todos. Para que não haja desperdício e não gaste mais dinheiro do que o necessário, faça um inventário do mobiliário que vai pintar e leve-o consigo para a loja das tintas, se for preciso.

Escolha um local amplo para realizar esta tarefa

Escolha um local amplo para realizar esta tarefa e organize-o, juntando toda a mobília que pretende pintar. Forre o chão com jornais velhos e certifique-se que usa uma roupa confortável e que possa ser manchada.

Trate dos móveis antes de lhes dar uma nova cor

Antes de começar a pintar, deve retirar a tinta antiga com uma espátula. Como os móveis já têm muitos anos de uso, certamente que já devem ter farripas soltas ou buracos na madeira. Por isso, após retirar a tinta anterior, passe com uma lixa em toda a superfície, de modo a uniformizá-la. Se os buracos forem muito grandes, preencha-os com um pouco de massa corrida e volte a lixar essa zona. De seguida, retire todo o pó e analise se a superfície do móvel está preparada para receber a tinta nova. Repita todo o processo com as outras peças de mobiliário.

Pinte com todo o cuidado e paciência

Comece a pintar, com todo o cuidado e, claro, com muita paciência. Por norma, deve pintar a mesma superfície, pelo menos, duas vezes, esperando uma a duas horas entre cada pintura. Só assim consegue certificar-se que a tinta adere bem à superfície.

Apostar neste tipo de tarefas é algo que se torna cada vez mais importante. Para além de poupar na sua carteira, consegue ensinar aos mais novos (e aos que o(a) rodeiam) que a preservação ambiental é essencial para o planeta. Para além disso, ensina-os também a darem um maior valor aos bens materiais e a não serem uns extremos consumistas, que usam e deitam fora todos os objectos pessoais sem dó nem piedade.